Disse uma coisa certa, ninguem tem o direito de tirar a vida de ninguém! Então por que sacrificastes o Monty? Li toda a história inclusive tenho um cão, com sopro no coração... com catarata... poodle de 10 anos; E sempre tem que ficar esperta para não ter seborréia ou infecção de ouvido, este último é genético dos pais então to sempre tratando, apesar de tudo isso o trato como um bebê e jamais o mataria, o monty poderia estar vivo... se você ficasse cega, e com sérios problemas gostaria que alguem tirasse sua vida? eis uma questão. Caso algum dia ler este comentário peço pra responder através de um post. Um dia retornarei a procura de uma resposta... fiquei horas lendo a história de monty... falando nisso como vão os demais? confesso ter ficado curiosa.
Laura a 12 de Agosto de 2011 às 00:25

Laura respondendo a outra Laura:
Eu não sacrifiquei o Monty, livrei-o de sofrimentos e duma morte dolorosa.
Não foi de ânimo leve que consultei o veterinário e ouvi atentamente a opinião dele.
É o veterinário dos meus animais há muitos anos, conhece-me bem a mim e a eles.
O Monty começou a fraquejar e a não se aguentar de pé nas patas traseiras. O coração dele estava muito fraco também.
Não me livrei de trabalhos futuros, se foi essa a sua ideia; livrei o Monty de sofrimentos e sofri muito com isso.
Se um animal meu tem que ser eutanasiado, eu fico lá com ele nos braços até ao último suspiro. A última coisa que ele vê ou sente, é a dona que sempre o acarinhou e tratou.
Se um dia eu estiver em más condições de saúde, quem me dera que alguém me conceda a dádiva duma morte calma com uma única injecção.
Infelizmente, a eutanásia não está ao nosso alcance porque os médicos teimam em manter-nos vivos e a sofrer horrores.
NÃO PEDIMOS PARA NASCER, MAS PODEMOS PEDIR PARA MORRER, EMBORA NINGUÉM NOS FAÇA ESSA MERCÊ!
LauraBM a 13 de Agosto de 2011 às 00:04

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres