Uma delícia de cãozinho recolhido na rua, maltratado e esfomeado = Viveu connosco entre 3/2002 e 09/2010 ===================== Este blog vai continuar, em homenagem ao Monty (agora c/muita saudade) e aos abençoados vindouros.

12
Out 11

A ternura deles é inigualável!

publicado por LauraBM às 00:45

10
Out 08

Uma amiga brasileira, a Regina Mas, que leva o seu cão para tratamento com sessões de acupunctura contou-me o seguinte:
Quando levo o Juca para a acupunctura, há uma outra senhora com sua cachorrinha que me conta coisas incríveis da bichinha.
Diz que a cachorrinha se recusa a beber água se não for água Prata... (é uma água mineral daqui).
De manhã, ao acordar, ela liga o rádio em música e se desliga, a cachorrinha pede pra ligar de volta.
São 3 cachorros: marido, esposa e um filho. Todos adoram ver televisão... risos... (eu perguntei se acompanham a novela das 9 horas... risos).
Ela me disse também que o marido cão é carinhosíssimo com a com a esposa (cadela). Beija e lambe a esposa... Cerca-a de todo carinho e atenção.
Ai ela completa dizendo que queria que o marido dela fosse como o cachorro! risos...
Falou também do respeito entre a família animal ou cachorral... Se um está na área fazendo xixi ou cocô o outro espera e não entra na área enquanto o outro não acabar.
Olha, os cachorros dela são geniais... se tudo for verdade... Sei lá...
Enfim, achei que vc ia gostar de saber dessas coisas... Rádio, televisão, água mineral, etc...
A cachorrinha se chama Branca e é lindinha!
sua amiga
gina - 10/10/2008

publicado por LauraBM às 22:21

04
Out 07

caoDalmata.gifAMIGOS DE VERDADE, de verdade mesmo, daqueles que, por mais que se queira, não se encontram por aí, grudam que nem carrapato e moram, definitiva-e-espaçosamente, em nossos corações e destinos.
São protagonistas de nossas aventuras e, em nossa companhia, topam qualquer parada e passam um montão de aperto. Isso vale pelos bons momentos...
Estão sempre com a mochila pronta para nos acompanhar pela vida afora, debaixo de chuva ou de sol, em festas ou na contra mão, mesmo quando perdemos o relógio, o rumo e a direcção...
Afinal, a verdadeira amizade não é incondicional?

De um amigo desses nada se esconde. Ele sabe. Ele sente e pressente. Não questiona nada e, ainda, agradece a Deus por nossa amizade. Quando perdemos a pose, nem se toca. Nessas horas, ele é perfeito: faz de conta que não viu nem ouviu nada...

Um verdadeiro amigo que se preze, com certeza, não foge na hora de um perigo.
Ao nosso lado, mostra os músculos e os dentes, encara rinoceronte ou a fera que queira nos morder, arriscando a vida para salvar a nossa... Mas, se a gente corre, ele corre mais rápido do que um coelho...

Amigo de verdade, gosta de beijar e nos abraçar de qualquer jeito, seja após o banho ou depois de uma boa ginástica. Com seu bom humor, curte até nosso "xulé"...

Um verdadeiro amigo é aquele maluco que aceita o que não aceitamos na gente... Curte as besteiras que fazemos, ri das nossas piadas e, descaradamente, faz a maior festa e brinca com a nossa cara, na hora que levamos aquele tombo...

Acho que o bom amigo só pode ser parente do meu cachorro...

Brincadeirinha... Deve ser igualzinho a você... rsss.
É bom ter amigos, né?
------------------------------
26/02/2007
Angela Moura
http://www.angelamoura.com/Nova/Superdogues.htm

publicado por LauraBM às 18:17

10
Ago 07

SE VOCÊ PODE:

Começar o dia sem cafeína, nicotina ou tranquilizantes;
Comer, dia após dia, a mesma comida sem se queixar;
Entender que água é a melhor coisa para lhe matar a sede;
Entender quando existe tensão ao teu redor e evitar o perigo;
Ser capaz de ficar indiferente diante da alta do dólar e da queda da bolsa;
Ser capaz de compreender quando todos estão muito ocupados para te atender;
Aceitar a crítica;
Acalmar tua tensão sem precisar de auxílio médico;
Ter pique para passar noites em claro, numa óptima;
Dormir tranquilamente a qualquer hora, em qualquer lugar;
Relaxar ao final do dia;
Desfrutar da carícia de uma mão querida em tua cabeça;
Então, é quase certo...
Que
caes_gr.peq.jpg
VOCÊ É O CACHORRO DA CASA!
--------------------------------
Encontrado s/autoria na página
http://www.aguiareal.com.br/

publicado por LauraBM às 17:51

15
Out 06

crianca-beijocao.jpgÉ comum as pessoas que possuem animais de estimação, e os tratam com carinho, serem constrangidas com críticas muitas vezes agressivas.
Os donos de bicho, por exemplo, recebem a sugestão de trocar o animal por uma criança pobre.
Quem diz isso pode estar pensando que defende os interesses das crianças carentes, mas na verdade está apenas comparando crianças a cães e gatos.

Compreender as verdadeiras razões da pobreza e do abandono das nossas crianças é complicado.
Fica mais fácil culpar os animais, que não podem defender-se.
Como se ao deixar um cão de estimação morrer de uma virose as crianças passassem a comer melhor.

O problema do menor abandonado tem vários culpados.
As causas primárias são estruturais e não podem ser mudadas por meio de boas intenções ou decretos.
Investimentos em saúde e educação são relegados para segundo plano.

A má distribuição de renda gera a opulência num extremo e a miséria noutro.
O planeamento familiar enfrenta resistência religiosa e de sectores ditos nacionalistas, além da indiferença do governo.

O Estado negligencia suas obrigações com o bem-estar social, desviando recursos da educação, saúde, moradia e saneamento básico para investir em mineração, siderurgia, telecomunicações, energia e
no sistema financeiro.

Os menores de rua muitas vezes são fugitivos da violência doméstica gerada por pais ou padrastos alcoólatras.
Aí está uma longa relação de culpados de duas pernas pela situação das crianças pobres.

Mas há pessoas que entendem que uma criança pobre e um cão têm a mesma necessidade afectiva, revelando sua ignorância, alienação ou má-fé e desprezo pela criança carente a quem dizem defender.

Muitos podem ter condições financeiras para adoptar uma criança, mas são incapazes de prover suas necessidades afectivas e segurança emocional.

A maioria dos que adoptam um animal visa preencher um vazio em sua vida.
Pessoas idosas, muitas vezes marginalizadas pelas próprias famílias, têm no animalzinho de estimação talvez sua única razão para continuar vivendo.
Há inúmeros registros de gente que superou a depressão graças ao convívio com animais de estimação.

O contacto com eles tem sido preconizado como um excelente auxiliar no tratamento de autistas.
Finalmente, não são apenas as dondocas que frequentam as clínicas veterinárias.
Pessoas humildes passam apertado para levar ao seu bichinho o atendimento médico.
O respeito, o afecto e o cuidado com os animais não eliminam a necessidade de atenção para com o ser humano.
Pelo contrário, aprimoram e complementam a capacidade de nos relacionar com os semelhantes
-----------------------------------
20/03/2005
Autor:
Dr. José Ricardo Henz, veterinário,
Fortaleza - Ceará

publicado por LauraBM às 18:39

10
Out 06

cao_bone.gifQuando a solidão se abater e não tiveres ninguém para te fazer companhia, ele estará contigo.
Quando todos os amigos te abandonarem no infortúnio de uma doença, sem temer contágio, a teu lado ele estará.
Quando numa desgraça sentires obrigado a dormir ao relento, a teu lado ele dormirá.
Se sentir que corres perigo de ser atacado por outro animal ou mesmo por um humano, ele latirá e não medirá esforços para te proteger.
Se ferido, ele te lamberá acarinhando, para que reanimes.
E quando acamado, na luta entre a vida e a morte, ele ficará atento à beira do teu leito esperando que de lá  levantes, e brinques com ele.
Quando choras, olhe seus olhos... Neles haverás de ver o brilho de uma lágrima marejando, e uma expressão consoladora, como se quisesse te dizer: Não chore! Ou como se te perguntasse: Por que choras?
Quando não tiver fortuna, saúde e amigos, alguém real e carinhoso estará a teu lado - teu cão!
Na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, este sim, faz um juramento silencioso contigo. É teu fiel amigo. É presença constante e não te abandonará por nada deste mundo!
Ainda que por vezes, num gesto repentino de impaciência e repulsa enxota-o do teu lado, ele compreende e afasta... Observa-te à distância humildemente, e basta um gesto ou um sorriso teu para que ele volte.
E abanando o rabo demonstrando carinho e aceitação deita a teus pés. E lá fica silencioso...
Se morreres, 'a beira do teu túmulo ficará amuado’  à espera dum milagre... 
Permanecerá mudo, enfraquecido e sem se alimentar.
E num sentimento quase humano de dor e de paixão, também morrerá, se ninguém de lá o afastar.
Esteja certo: depois de Deus, teu cão é gratuita e desinteressadamente, teu fiel amigo.
Talvez mais amigo que outro humano possa ser.
E como um amigo apaixonadamente insano, morrerá também se você morrer!
-------------------------------------------------------------------
Emiele
Ipatinga, 31/12/2004 -16:10 horas.
*Direitos Autorais Reservados.
Poema escrito após assistir a um filme sobre o cão de nome Trum.

publicado por LauraBM às 18:20

10
Out 05

caoRotwailleranjo.jpgExistem pessoas que não gostam de cães.
Estas, com certeza, nunca tiveram na sua vida um amigo de quatro patas.
Ou, se tiveram, nunca olharam dentro daqueles olhos para perceber quem estava ali.
Um cão é um anjo que vem ao mundo ensinar amor.
Quem mais pode dar amor incondicional, amizade sem pedir nada em troca, afeição sem esperar retorno, protecção sem ganhar nada, fidelidade vinte e quatro horas por dia?
Ah, não me venham com essa de que os pais fazem isso, porque os pais são humanos e quando os agredimos eles ficam irritados e afastam-se...
Um cão não se afasta!
Mesmo quando você o agride, ele retorna cabisbaixo, pedindo desculpas por algo que talvez não tenha feito, lambendo as suas mãos a suplicar perdão.
Alguns anjos não possuem asas, possuem quatro patas, um corpo peludo, nariz de bolinha, orelhas de atenção, olhar de aflição e carência.
Apesar dessa aparência, são tão anjos quanto os outros (aqueles com asas), e dedicam-se aos seus humanos tanto quanto qualquer anjo costuma dedicar-se.
Às vezes, um humano veste a capa de anjo e sai pelas ruas a catar alguns anjos abandonados à própria sorte. Cura-lhes as feridas, alimenta e abriga; só para ter a sensação de haver ajudado um anjo...
Deus, quando nos fez humanos, sabia que precisaríamos de guardiões materiais que nos tirassem do corpo as aflições dos sentidos, e nos permitissem sobreviver a cada dia com quase nada além do olhar e da lambida de um cão...
Que bom seria se todos os humanos pudessem ver a humanidade perfeita de um cão!
Reflictam!!!
--------------------------------------------------------------------------------------------
21/07/2002
Não sou autora deste artigo, recebi de uma amiga e resolvi repassá-lo, pois achei-o muito bonito...
Elizabeth Hampe Bocchese

publicado por LauraBM às 16:42

«MONTY» O dono do blog

Seja feliz, meu amor, lá onde quer que você esteja!

Fique em paz com a minha saudade!

FRASES PARA PENSAR:

'Haverá sempre, em algum lugar, um cão abandonado, que me impedirá de ser feliz...'
Jean Anouilh

Lide com cada situação estressante como um cachorro:
Se não é para comer ou brincar…

faça um xixi nela e vá andando!

============

Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


*Antiguidades óptimas
*Algo mais sobre mim
*Meter o nariz no blog
 
blogs SAPO